Sábado, 22 de Setembro de 2012
SE A JUSTIÇA NÃO FOSSE CORRUPTA!

 

 

 

 

 

Eu, MANUEL PINTO FERREIRA, Entreguei em 9 de Outubro de 2006 uma denuncia no Tribunal do Marco de Canaveses e que envolve 3 JUIZAS. A queixa não foi considerada denuncia caluniosa pelos magistrados, nem pelas juízas denunciadas, mas alguém ficou incomodado com a denuncia e inventou um REQUERIMENTO FALSO com data de 23 de Novembro de 2006, e nele FALSIFICOU A SUA ASSINATURA (por montagem que fizeram da queixa que apresentou em 9 de Outubro de 2006, ver os 2 documentos) para o denunciante vir a ser condenado como sucedeu por FACTOS FALSOS que não praticou.


 


Depois com base no Requerimento Falso moveram 2 processos crime a Manuel Pinto Ferreira (Procº 791/06.5TAMCN do 2º juízo


 

 


para lhe ROUBAREM uma arma de caça que já lhe devolveram e o Procº 141/07.3TAMCN do 2º juízo para lhe aplicarem 8 meses de cadeia)

 

Pelos mesmos factos, no Procº 791/06

os magistrados arquivaram o processo nessa parte por o requerimento falso ser um simples cópia, foi apenas julgado pela posse de arma proibida tendo sido absolvido e a arma devolvida.


Mas depois no Procº 141/07 pelos mesmos factos os magistrados condenaram Manuel Pinto Ferreira em 8 meses de prisão efectiva por factos falsos que não praticou.

 


Para o denunciante se defender da Acusação nomearam-lhe a ADVOGADA SUSANA CUNHA MENDES, mas como esta ABRIU INSTRUÇÃO e Requereu Exame PERICIAL À LETRA E ASSINATURA no requerimento inventado para o efeito, e como também Requereu Acareação com a QUEIXOSA JUIZA MARIA DA CONCEIÇÃO CORREIA DA CRUZ BUCHO Anularam a Abertura de Instrução e substituíram logo aquela advogada pela DRª SILVIA TEIXEIRA FERREIRA para o poderem condenar como sucedeu.


Na verdade esta advogada nada fez para o defender, apesar de saber que o requerimento em discussão era uma simples cópia, e apesar de saber que ninguém pode ser condenado por simples fotocopia não requerer qualquer exame pericial, nem à letra, nem à assinatura, nem às impressões digitais deixadas na carta quem enviaram ao tribunal com o requerimento falso.


Por à justiça só interessar a verdade e só a verdade, e por se tratar de uma falsidade propositada, Manuel Pinto Ferreira Requereu pelo seu punho Exame Pericial à sua Assinatura feita do requerimento falso, mas a JUIZA CRISTIANA DA SILVA JORGE imediatamente indeferiu a requerida pericia à letra.


Será que para a juíza interessa mais calar o denunciante com 8 meses de prisão do que apurar a verdade ? 

Será que à juíza interessa mais condenar um inocente do que averiguar quem por má-fé falsificou documentos ?
Ou será que pretendem encobrir quem inventou o requerimento falso e falsificou a sua assinatura ?


http://manuelpintoferreira.blogspot.pt/


http://pintoferreira.blogspot.pt/


 



publicado por seajusticanaofossecorrupta às 19:54
link do post | comentar | favorito

7 comentários:
De seajusticanaofossecorrupta a 23 de Setembro de 2012 às 15:45
Manuel Pinto Ferreira entregou em 9 de Outubro de 2006 uma denuncia no Tribunal do Marco de Canaveses e que envolve 3 JUIZAS. A queixa não foi considerada denuncia caluniosa pelos magistrados, nem pelas juízas denunciadas, mas alguém ficou incomodado com a denuncia e inventou um REQUERIMENTO FALSO com data de 23 de Novembro de 2006, e nele FALSIFICOU A SUA ASSINATURA (por montagem que fizeram da queixa que apresentou em 9 de Outubro de 2006, ver os 2 documentos) para o denunciante vir a ser condenado como sucedeu por FACTOS FALSOS que não praticou.
Depois com base no Requerimento Falso moveram 2 processos crime a Manuel Pinto Ferreira (Procº 791/06.5TAMCN do 2º juízo para lhe ROUBAREM uma arma de caça que já lhe devolveram e o Procº 141/07.3TAMCN do 2º juízo para lhe aplicarem 8 meses de cadeia).
Pelos mesmos factos, no Procº 791/06 os magistrados arquivaram o processo nessa parte por o requerimento falso ser um simples cópia, foi apenas julgado pela posse de arma proibida tendo sido absolvido e a arma devolvida.
Mas depois no Procº 141/07 pelos mesmos factos os magistrados condenaram Manuel Pinto Ferreira em 8 meses de prisão efectiva por factos falsos que não praticou.
Para o denunciante se defender da Acusação nomearam-lhe a ADVOGADA SUSANA CUNHA MENDES, mas como esta ABRIU INSTRUÇÃO e Requereu Exame PERICIAL À LETRA E ASSINATURA no requerimento inventado para o efeito, e como também Requereu Acareação com a QUEIXOSA JUIZA MARIA DA CONCEIÇÃO CORREIA DA CRUZ BUCHO Anularam a Abertura de Instrução e substituíram logo aquela advogada pela DRª SILVIA TEIXEIRA FERREIRA para o poderem condenar como sucedeu. Na verdade esta advogada nada fez para o defender, apesar de saber que o requerimento em discussão era uma simples cópia, e apesar de saber que ninguém pode ser condenado por simples fotocopia não requerer qualquer exame pericial, nem à letra, nem à assinatura, nem às impressões digitais deixadas na carta quem enviaram ao tribunal com o requerimento falso.
Por à justiça só interessar a verdade e só a verdade, e por se tratar de uma falsidade propositada, Manuel Pinto Ferreira Requereu pelo seu punho Exame Pericial à sua Assinatura feita do requerimento falso, mas a JUIZA CRISTIANA DA SILVA JORGE imediatamente indeferiu a requerida pericia à letra.
Será que para a juíza interessa mais calar o denunciante com 8 meses de prisão do que apurar a verdade ?
Será que à juíza interessa mais condenar um inocente do que averiguar quem por má-fé falsificou documentos ?
Ou será que pretendem encobrir quem inventou o requerimento falso e falsificou a sua assinatura ?


De seajusticanaofossecorrupta a 23 de Setembro de 2012 às 19:01
Amigo Ferreira, tenha calma que os JUIZES DA RELAÇÃO DO PORTO vão lhe dar razão, porque você a tem. Mas a 1ª advogada nada fez, e a juíza esteve se marimbando por estar em causa uma colega amiga. Continu-e a denunciar publicamente na intenet porque o seu caso sera visto e lido por malhares de pessoas. Veja com foram cerca de um (1) milhão para a Avenida em Lisboa devido às Redes Sociais.


De seajusticanaofossecorrupta a 14 de Julho de 2013 às 21:46
Em 18 de Janeiro de 2013 Manuel Pinto Ferreira denunciou ao Tribunal do MARCO DE CANAVESES Procº 141/07.3TAMCN DO 2º Juízo que FOI CONDENADO A 8 MESES DE PRISÃO EFECTIVA POR CAUSA DUMA FOTOCOPIA REFERENTE A UM REQUERIMENTO QUE NÃO EXISTE, na qual constam factos falsos que o denunciante não praticou. Para ser apurada a falsidade que consta da fotocopia do requerimento que não existe, o denunciante REQUEREU EXAME LABORATORIAL ÀS ASSINATURAS FEITAS EM DOIS REQUERIMENTOS (UM FALSO e um verdadeiro), a fim de compararem as assinaturas de ambos na presença do denunciante e descobrirem qual dos dois é o FALSO, mas o Dr. Jose Alberto Martins Moreira Dias em vez de oredenar que se investigue quem falsificou a minha assinatura e quem inventou essa fotocoia, para punir a autotora ou autor do crime, recusou-se a mandar investigar crimes para manter condenação contra o queixoso que está inocente. O denunciante TAMBEM REQUEREU EXAME LABORATORIAL ÀS IMPRESSÕES DIGITAIS DEIXADAS POR QUEM ENVIOU PARA O TRIBUNAL A CARTA FABRICADA COM A FOTOCOPIA DO REQUERIMENTO FALSO, mas nada foi investigado nem existe o Requerimento Original. QUAL SERÁ O INTERESSE EM NÃO MANDAR AVERIGUAR OS FACTOS, E AO NÃO MANDAR FAZER EXAMES LABORATORIAIS PARA SE DESCOBRIR QUEM POR MÁ-FÉ MANDOU UMA CARTA FABRICADA PARA O TRIBUNAL, PARA SABER QUEM POR MÁ-FÉ ELABOROU A FOTOCOPIA DUM REQUERIMENTO FALSO QUE NÃO EXISTE, E DEPOIS FALSIFICOU A ASSINATURA DO QUEIXOSO ? A justiça está a demonstrar que não procura a verdade como lhe compete e pretende impor essa falsidade. Agora, dia 13 de Julho de 2013 fui notificado para assistir ao CÚMULO DE PENAS neste processo. Mas que penas, se nao existe crime, nem existe o origianl prova do crime ? Além disso eu é que estou lesado e sou o denunciante dessa vigarice.


De manuelpintoferreira a 6 de Novembro de 2014 às 21:38
Mandaram-me prender 8 meses com base numa simples copia sem existir o original, copia essa que tem a minha assinatura falsificada, mas os magistrados recusaram fazer exames Periciais as impressões digitais deixadas na carta e na simples copia, e também recusaram fazer exame pericial a assinatura falsificada para me condenarem e prenderem como sucedeu. Afinal para que servem os magistrados se nao investigam as queixas crime que apresentei para se apurar quem fez esta maldade de ma-fe. Apenas lhes interessou que eu fosse preso para me manter calado com as vigarices que tenho denunciado.


De Anónimo a 17 de Janeiro de 2016 às 18:42
Em 18 de Janeiro de 2013 Manuel Pinto Ferreira denunciou ao Tribunal do MARCO DE CANAVESES Procº 141/07.3TAMCN DO 2º Juízo que FOI CONDENADO A 8 MESES DE PRISÃO EFECTIVA POR CAUSA DUMA FOTOCOPIA REFERENTE A UM REQUERIMENTO QUE NÃO EXISTE, na qual constam factos falsos que o denunciante não praticou. Para ser apurada a falsidade que consta da fotocopia do requerimento que não existe, o denunciante REQUEREU EXAME LABORATORIAL ÀS ASSINATURAS FEITAS EM DOIS REQUERIMENTOS (UM FALSO e um verdadeiro), a fim de compararem as assinaturas de ambos na presença do denunciante e descobrirem qual dos dois é o FALSO, mas o Dr. Jose Alberto Martins Moreira Dias em vez de ordenar que se investigue quem falsificou a minha assinatura e quem inventou essa fotocopia, para punir a autor ou autora do crime, recusou-se a mandar investigar crimes para manter condenação contra o queixoso que está inocente. O denunciante TAMBEM REQUEREU EXAME LABORATORIAL ÀS IMPRESSÕES DIGITAIS DEIXADAS POR QUEM ENVIOU PARA O TRIBUNAL A CARTA FABRICADA COM A FOTOCOPIA DO REQUERIMENTO FALSO, mas nada foi investigado nem existe o Requerimento Original. QUAL SERÁ O INTERESSE EM NÃO MANDAR AVERIGUAR OS FACTOS, E AO NÃO MANDAR FAZER EXAMES LABORATORIAIS PARA SE DESCOBRIR QUEM POR MÁ-FÉ MANDOU UMA CARTA FABRICADA PARA O TRIBUNAL, PARA SABER QUEM POR MÁ-FÉ ELABOROU A FOTOCOPIA DUM REQUERIMENTO FALSO QUE NÃO EXISTE, E DEPOIS FALSIFICOU A ASSINATURA DO QUEIXOSO ? A justiça está a demonstrar que não procura a verdade como lhe compete e pretende impor essa falsidade. Agora, dia 13 de Julho de 2013 fui notificado para assistir ao CÚMULO DE PENAS neste processo. Mas que penas, se nao existe crime, nem existe o original prova do crime ? Além disso eu é que estou lesado e sou o denunciante dessa vigarice. Depois a JUIZA SARA OLIVEIRA DA COSTA do 2 Juízo do Tribunal do Marco Canaveses mandou-me prender apesar de estar inocente na CADEIA de EVORA, a cerca de 500 Km da minha residencia. Talvez para nao poder ter visitas como sucedeu. Sera tudo isto legal ? Dizem as mas línguas que também nao e legal. Enfim um role de ilegalidades que ninguém neste PORTUGAL quer investigar e muito menos punir


De Manuel Pinto Ferreira a 29 de Outubro de 2016 às 22:56
Os CORRUPTOS e VIGARISTAS em Portugal têm sempre sorte porque são protegidos pelo cistema


De Anónimo a 30 de Outubro de 2017 às 10:07
S.O.S S.O.S. Eu e minha esposas sempre fomos sócios da firma Vimarix Malhas e Confecções em Marco de Canaveses. Sucede que a desembargadora Maria da Conceição Correia Ribeiro da Cruz Bucho, do tribunal da Relação de Guimarães, à data juíza presidente nos tribunais de PENAFIEL E MARCO DE CANAVESES, FALSIFICIOU um documento do tribunal de Circulo de Penafiel e em 3.05.2001, introduziu-o no proc. 335/A/99 do tribunal do Marco de Canaveses., com a seguinte CONCLUSÃO, FALSIFICADA: "";SIC. ANTONIO MONTEIRO VIEIRA FOI SOCIO DA FIRMA VIMARIX MAS EM 1989 DEIXOU DE SER SOCIO ou seja quando os contratos foram celebrados já não era socio"";Estava a burla pretendida consumada pela visada desembargadora! Extorqui-nos centenas de milhar de euros com a falsificada CONCLUSÃO que nos retirou a FRAUDULENTAMENTE a legitimidade de sócios da Vimarix, quando SEMPRE fomos sócios! Ora, está judicialmente provado, a saber: STJ, Tribunal do Marco de Canaveses, e até PGDP, vindo este último a proferir a seguinte CONCLUSAO: Contrariamente ao consignado no processo (335/A/99 ( pela visada juíza presidente Maria da Conceição Correia Bucho) ANTONIO MONTEIRO VIEIRA É SOCIO!! Conclusão : fomos burlados em centenas de milhar de euros pela desembargadora Maria da Conceição Correia da Crruz Bucho do tribunal da relaçãp de Guimarães



Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

JUSTIÇA EM PORTUGAL DESCR...

SE A JUSTIÇA NÃO FOSSE CO...

FASSA-SE JUSTIÇA

FASSA-SE JUSTIÇA

"Funeral de Portugal" lev...

"Funeral de Portugal" lev...

Sérgio Aires: “A pobreza ...

Sérgio Aires: “A pobreza ...

Reviralhos: A Igreja e o ...

Reviralhos: A Igreja e o ...

arquivos

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Novembro 2011